João Pessoa, 19 de Outubro de 2017

13 de Junho de 2017

Idosos são as maiores vítimas de queda no Trauma de JP

Idosos são as maiores vítimas de queda no Trauma de JP

O avanço da idade pode vir acompanhado de dificuldade de locomoção, dores e problemas nos ossos, o que causa algumas limitações aos idosos e aumenta o risco de quedas. Em 2016, pacientes com idade a partir de 60 anos representaram 26% de todos os atendimentos por queda no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Este ano, de janeiro a abril, o percentual nesta faixa etária é de 24,5%.

Os números indicam que as pessoas na terceira idade são as maiores vítimas de quedas, que podem ser graves e até levar a óbito. O coordenador médico da Ortopedia do Hospital de Trauma de João Pessoa, Umberto Jansen, ressaltou que é grande o risco de uma queda ter consequências graves.

Por isso, a recomendação é sempre procurar atendimento médico após uma queda. “Devido ao quadro de osteoporose, o idoso pode ter uma pequena fratura no fêmur, no punho e muitas que passam despercebidas, principalmente na coluna. No geral, eles só procuram ajuda porque sofreram a que da e não conseguem andar”, constatou.

O especialista explicou que pode acontecer também de um idoso sofrer uma queda, não procurar atendimento e só ter sintomas dias depois. “Existem algumas fraturas que o paciente consegue andar, se mover e entre dez a 15 dias depois, para de andar”, observou.

Além disso, segundo ele, dependendo da intensidade, o trauma pode levar à morte. “Existem alguns traumas que sangram alguns dias e o paciente entra em coma em casa. Na criança, é mais fácil perceber porque provoca sonolência anormal, irritabilidade, vômito. Ela chora e mostra logo que algo errado”, completou.


Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.