João Pessoa, 27 de Junho de 2017

11 de Junho de 2017

Canal da Transposição em PE tem rompimento e PGJ agenda reunião com Ministério

Canal da Transposição em PE tem rompimento e PGJ agenda reunião com Ministério

Na tarde de ontem, sábado (10) várias mensagens começaram a circular sobre um possível rompimento do Canal da Transposição em Pernambuco. O que era apenas boato foi confirmado e o procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, acompanhado por integrantes do Comitê de Gestão de Recursos Hídricos (CGRH) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), viaja nesta segunda-feira (12) para Brasília (DF), onde, na terça-feira (13) se reunirá, às 10h, com o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Antônio de Pádua de Deus Andrade.


Eles vão debater o rompimento que ocorreu nas proximidades do Sítio Malhadinha, no município de Custódia, no Sertão de Pernambuco. “Ao sabermos do ocorrido, de imediato entramos em contato com o secretário para tratar do assunto e marcar a audiência. Mas, de antemão, o secretário adianta que a situação está sob controle e que o problema será resolvido em quatro dias”, informa Bertrand Asfora.


De acordo com informações de blogs e sites pernambucanos, “a água já teria sido contida, não se sabendo ainda o que pode ter causado o vazamento e quais as suas consequências”. “Temos acompanhado desde o início a chegada das águas da Transposição na Paraíba e estamos atentos se isso pode causar algum problema aqui no estado”, explica o procurador-geral de Justiça.


Presidido pelo procurador-geral Bertrand Asfora, o Comitê de Gestão de Recursos Hídricos do MPPB é integrado pelos procuradores de Justiça Francisco Sagres Macedo Vieira, Herbert Douglas Targino, Álvaro Cristino Pinto Gadelha Campos, José Roseno Neto e Valberto Cosme de Lira; e pelos promotores de Justiça Eduardo Barros Mayer, Bruno Leonardo Lins, Diogo D'Arolla Pedrosa Galvão, Adriana Amorim de Lacerda, Alcides Leite de Amorim, Cláudia Cabral Cavalcante e Ernane Lucas Nunes Meneses.

 

Redação com Ascom





Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.